PLANÍCIE

Sou, na verdade, o Lobo da Estepe, como me digo tantas vezes aquele animal extraviado que não encontra abrigo nem na alegria nem alimento num mundo que lhe é estranho e incompreensível

Herman Hesse

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

RESPECT-RESPEITO...RESPEITO!!!

 

ABSURDO...

ABSURDO

TEMPO

TEMPO...


 

 

 

O ADMIRÁVEL MUNDO NOVO

 


 

As vozes eram diferentes, mas a história era sempre a mesma: os povos mais resistentes da Terra, guardiões da floresta, estão sendo arrasados pela Covid-19. A doença está matando os seus anciãos, crianças, mães e os seus guerreiros e guerreiras.

 


 https://secure.avaaz.org/amazonemergency

 



 

DIÁLOGOS 

QUIXOTEANOS



 

 

¡Maestro! Cuenta tu grandeza (?)
- ¿Alguien te respeta?

-De ti Sancho, nunca esperaría un tema tan mediocre.

RESPETO? ... ESA ES MI FUERZA y mi DESEO.
Lucha contra monstruos hambrientos y envidiosos.
-Me respetas, SANCHO y eres suficiente.

SANCHO!

Entre os pecados que os homens cometem, ainda que afirmam alguns que o maior de todos é a soberba, sustento eu que é a ingratidão, baseando-me no que se costuma dizer, que de mal agradecidos está o inferno cheio.Fico-me com os meus monstros, os quais vencerei...

 


Soñando el sueño imposible
Sufre la implacable angustia,
Caminando donde los valientes no se atreven
Reparando el mal irreparable,
Amando el amor casto a distancia,
Frente al enemigo invencible,
Prueba cuando las fuerzas se agoten
Alcanza la estrella inalcanzable:
Esta es mi búsqueda.

Dom Quixote-Miguel de Cervantes

 

RISKVS!!! 20-21

 

...como renascer?

...iniciar um novo processo .

ser Setembro! diferente de todos os outros setembros- (só) sabemos algo sobre o agora-presente.

 

a sociedade após O deboche! e A DESTRUIÇÃO DA MAIORIA DOS ECOSSISTEMAS DO PLANETA



 


Setembro foi sempre um mês replecto de magia. O início de novo ano escolar. A partida para novas descobertas e turmas para desbravar. Em frente, 8 meses de  aventuras. Verdadeiramente a ESCOLA foi  um lugar amado. Os PROFESSORES respeitados e admirados como incentivadores de experiências que visavam a felicidade do grupo de trabalho.O mundo lá fora desafiava-nos e estava de “OLHO” em nós. Estudar para conseguirmos um lugar na sociedade, continuava a ser o desafio maior.

  Hoje como a construção montada com um baralho de cartas - ruiu e mostra-nos a fragilidade da estrutura consumista-capitalista.

Todas as cartas são jogadas no presente, o lazer tornou-se REI. Destruindo a fragilidade e o equilíbrio do nosso mundo natural.

As grandes estruturas políticas, os governos, os políticos e as grandes empresas exploradoras dos recursos naturais, entraram em pânico. Não há mais consumidores(!).

Aqueles que freneticamente viviam com o objectivo de comprar para mostrar.

 O respeito pelos nossos semelhantes animais e pela natureza em geral, tornou-se nulo.E UM inferno PARA OS QUE RESTAM.

Estar na escola, continuará a ser um desafio(?) , reflectindo o que se passa fora de muros. Os professores deixaram de ser respeitados e são “atacados” em todas as frentes, desautorizados e obrigados ao silêncio. 

Pelo sistema que os desautorizou. E pelos alunos na,,, (QUASE) totalidade que deixaram de ter o professor como referência .

 O que temos é uma sociedade em plena desagregação. Violenta, e psicologicamente afectada e sem perspectivas da existência de segurança, e de um futuro.

 Estes novos tempos não trouxeram sensatez e respeito. A destruição dos habitat´s continua a grande ritmo. O pulmão do planeta ARDE CONTINUADAMENTE .Os conflitos   tornaram - se ainda mais agressivos. As guerras e a destruição , a fome e a fuga das populações continua norma a nível mundial.


 Actualmente e perante a ameaça de extinção da espécie humana…instala-se a barbaridade. Convivem lado a lado 2 mundos… o do sofrimento e da perda de milhares de pessoas e o outro que continua como se nada se estivesse a passar. Preocupados com a falta dos grandes eventos desportivos, concertos musicais e viagens paradisíacas. Os dirigentes da "DEMOCRACIA", esses e os intelectuais afectos ao regime,sentem-se a caminhar num pântano de areias movediças.

A economia é a rede de interesses e estrutura a sua segurança e dos seus grupos de amigos na perpetuação dos lugares “régios” das grandes negociatas e privilégios, que lhes dão um nível de vida muito superior ao da grande multidão.

   A escola continuará a SER o LUGAR da EXCELÊNCIA, se todos se esforçarem para SE tornarem PESSOAS MELHORES. Com objectivos e respeito pela estrutura que a sustenta.

 

-Farei sempre a minha parte e ultrapassarei os limites do razoável.

 

 Estarmos ainda a tempo (!!),,,"CHEIRA-ME" a POESIA BARATA. 

 

Papa avisa que a Terra "não pode ser espremida como uma laranja"

 

O Papa Francisco apelou no sábado a uma acção urgente para a defesa do planeta e na ajuda às populações pobres na sua segunda conferência TED.

 


Do FUTURO saberão os DEUSES.

O PANTANAL-NOSSOS PULMÕES CONTINUA a ARDER.A AMAZÓNIA AQUI TÃO PERTO.


O  TEMPO  NO ESPAÇO/(S)


ABSURDO!


“ Meu campo” diz Goethe “ é o TEMPO”.


 O HOMEM ABSURDO



  Eis claramente a palavra absurda. O que é, realmente, o homem absurdo? Aquele que, sem o negar, não faz nada para o eterno. Não que a nostalgia lhe seja estranha. Mas ele prefere a sua coragem e o seu raciocínio. A primeira ensina-o a viver sem apelação e a bastar-se com o que tem, o segundo instrui-o nos seus limites. Certo na sua LIBERDADE a prazo, na sua revolta sem FUTURO e da sua consciência perecível, prossegue a AVENTURA no TEMPO da VIDA.

(O homem absurdo-49/100. MITO DE SÍSIFO. A CAMUS)




ANO 0 (ZERO) DEPOIS DA GRANDE FARRA.

OBJECTIVO 1> TRANSFORMAÇÃO.

CONSTRUÇÃO-REINVENÇÃO E SABEDORIA QUANTO-BASTE.

Existe o tempo do relógio e o tempo dos lugares.

Ninguém consegue criar em ambientes frios e despojados de beleza. Este o primeiro grande objectivo do novo grupo de trabalho>> A CONQUISTA DO ESPAÇO, TRANSFORMANDO-O.

ACONTECEU MILAGRE COM A ÁRVORE DOS SONHOS (DREAM´S TREE). 

A TURMA ESTÁ NO BOM CAMINHO, NESTE TEMPO, VOAMOS TODOS OS DIAS SOBRE O FIO DA NAVALHA. TEMOS GRUPO de trabalho, na PAZ e na cooperação.



( O ANTES)


A COR E A LUZ DO ENGENHO HUMANO- O OLHAR É BRILHANTE E A EXIGÊNCIA AUMENTA NA SOMA  DOS DESAFIOS .











 Detalhes de uma primeira viagem






 

OUTRAS LINGUAGENS

DO ESPAÇO E DO TEMPO iOO


Organização -espaço-comunicação

Como se conquista um suporte-uma folha branca, o terror de quem quer fazer nascer IMAGEM. 

...

 imprescindíveis!...INTERVENçÃO E MATURIDADE ARTÍSTICA...

Oferecer O TEMPO

 


 

 


 



 


 














2020 / 2021-11ºAVISprimeiras abordagens à planificação possível.

RISKVS-DETALHES-num “diário” gráfico-“= SEMANAL”

… A linguagem do desenho

…Desenho com canetas

…Linha-trama e textura. Mancha

…Plano e superfície, a importância das MEDIANAS

…Configurações e direcções

…Simetrias e assimetrias

…Técnica-mista

…A colagem e a descolagem. Dinâmicas.

-O CARTAZ e os segredos da composição  no plano.

1-Todo o processo de trabalho, será direccionado para a atenção com os detalhes e a sua representação.

2-A cada aula corresponderá 1 trabalho (um).

3- Serão fornecidos aos alunos todas as informações por cada trabalho a efectuar, em cada final de semana anterior à realização dos mesmos.

 


 

4-Os projectos-aula denominam-se desafios. A página do SEMANAL reflectirá a aprendizagem, o domínio do suporte e a estrutura  (linguagem) de todas as acções no TRABALHO-AULA.

5-O nível de exigência será proporcional à evolução semana após semana.

6- A linha como construtora de formas e do volume,

será a nossa RAINHA.

CAMINHOS>>>>E LINGUAGENSESTUDO DE FORMAS-ESTRUTURAÇÃO E APONTAMENTOS-(ESBOÇOS).

FORMAS NATURAIS E FORMAS ARTIFICIAIS.

OBJECTOS E CONTEXTOS.

IMAGENS (FOTOGRÁFICAS) COMO MODELO PARA AS VÁRIAS REINTERPRETAÇÕES.

 

 

ABSURDO(?)NÃO HÁ LUGAR,,,TÃO BELO, -COMO TU ESCOLA (!!).

 



Samuel Paty, de 47 anos, foi PROFESSOR e tentou falar sobre LIBERDADE, na sua ESCOLA perto de Paris. Custou-lhe a vida.Um PROFESSOR DIFERENTE, CERTAMENTE...

Lá como cá correm-se alguns riscos "SER" PROFESSOR, falando sobre LIBERDADE e abrindo janelas para o INFINITO aos alunos. Todos os dias são PÉROLAS, quando se pratica a LIBERDADE RESPONSÁVEL. Samuel sentiu na carne as contradições deste mundo virado de patas para o AR. Tinha 47 anos e era um SONHADOR.De certeza CURIOSO-Culto e generoso, como todos os PROFESSORES deverão SER. 

 

 


Viajando pelo tempo das memórias, busco um texto reflexivo,  nos meus papeis de duas décadas, num dos DIÁRIOS da CAMINHADA. SER PROFESSOR (em Portugal) e em todos os cantos que existe uma ESCOLA.

saiu numa revista  "NOESIS" EM DEZEMBRO DE 1993.


 

Sonhadores de um FREUD agastado ou o Triângulo dos Três P

(Maria José Balachos)

PARA SE SER PROFESSOR (EM PORTUGAL), das três, uma: ou se é "PURO" ou se é "POETA" ou se é "PENDURA".

   Dos últimos não rezará a HISTÓRIA. Vendedores de aulas em saldo, mercantilistas da ignorância, não arriscam o sono nem qualquer investimento pessoal(...).

destes. Não rezará a história. Não são puros nem poetas e muito menos professores.

 

  Dos "puros" talvez reze a História...

cordas vocais desgastadas pelo tempo, cumpridores e dedicados. Carregam nos ombros a responsabilidade eterna  de ENSINAR.(...)

  São professores, sempre o foram, sempre ensinaram. Antes do sucesso, agora com insucesso.

Estes. Pelo menos mereciam uma estátua, ou um monumento " ao Professor Desconhecido". Valem tanto como um soldado, mas as batalhas são de outras guerras. 

  Dos "POETAS" , desses sim. Rezará a HISTÓRIA.

São tão ingénuos como os outros, tão mal pagos como os outros. Tão assíduos como os outros. Mas, tão loucos como os outros não são. É essa a sua principal virtude.

  Vingam-se da própria condição e do estatuto transformando o acto de ENSINAR num sabor de gelado do Verão ou de chocolate quente no Inverno.

Apaixonam-se pelas coisas, emocionam-se com as pessoas. Reindivicam dos poderes divinos. Para logo a seguir, esquecerem as GUERRAS porque se tornam incómodas.

 A aula é um gosto por si só, com matéria  estabelecida  ou sem ela e SER PROFESSOR  é uma interacção de LINGUAGENS.

  Vibram com o ENTUSIASMO e PROVOCAM-NO.

 São líderes nas viagens que proporcionam através do IMAGINÁRIO e param em todas as estações do INSÓLITO e do Divertido.

 Saltam janelas e grades. Mergulham na vida  e a aula ilumina-se  e transfigura-se. Não há pausas nem compassos. Porque todos os minutos  têm o mesmo sentido de cumplicidade e risco.

O mesmo prazer de estar, em IRONIA, em TRISTEZA. Em transparência. Em DESCOBERTA, em ALEGRIA e AVENTURA.

  Estes são os verdadeiros PROFESSORES, aqueles que os alunos não esquecem e conquistam quase sempre um lugar nas páginas dos seus diários. Extravasam a ESCOLA  e permanecem na memória porque têm a coragem de incentivar o ACTO de VIVER.

São motivadores de aprendizagens  e referências alternativas ao tédio e ao conformismo.

Não precisam de ESTÁTUAS nem Monumentos. Tornam-se personagens de ficção e contrariam as leis  da psicologia humana.

 

 Mas são estes que estruturam os homens, os ajudam a crescer e crescem com eles nas histórias que sempre se contam:" Uma vez tive um professor que..."

 E consoante o real imaginário de cada narrativa, assim são apresentados:

 

 COMO SONHADORES. Como HERÓIS ou MITOS; LOUCOS QUASE SEMPRE.

Abençoada LOUCURA!

 

  precisamos de PESSOAS (MODELOS na P++++) e bons exemplos

chama-se João almeida e pratica o desporto mais difícil de todos os desportos.Até um destes dias ninguém conhecia este rapazito de uma pequena aldeia perto das caldas da Rainha. 

 

 (exemplos)

 

Com a sua força tornou-se um símbolo num mundo permanentemente  a servir-nos  banalidades, desesperança  e  ,,,,,,,,,,


gente  da treta...da "rádio" e na TELEVISÃO.
 

It's been so lonely without you here
 

Sinead

 A Irlandesa é outro dos grandes símbolos do talento e da sobrevivência. Uma das escolhidas,  que caiu em desgraça. It's been so lonely without you here-Like a bird without a song-Nothing can stop these lonely tears from falling-All died when you went away.tal como Jim Morrison, faz-nos sonhar e desespera-nos, quando sentimos a partida da sua AURA. A luminosidade que envolveu  a presença dos dois, nas nossas vidas .

 

Como um pássaro sem uma canção, Sinead vive engaiolada com medo de sair à rua. A bela Irlandesa, um  dia HEROÍNA da poética cantada.

  Riders on the storm.
Into this house we're born
Into this world we're thrown
Like a dog without a bone
An actor out on loan.
Riders on the storm.
There's a killer on the road.

 

   ...CANTA E ENCANTA MORRISON (!) HÁ UM ASSASSINO NA ESTRADA DE TODOS NÓS.

É IMPRESCINDÍVEL O AMOR E A UNIÃO.

 

DISPENSAM-SE OS HERÓIS

In a desperate land?
 

 In a desperate land?

Come on baby, light my fire

 

RESPEITO!!IMPRESCINDÍVEL o 

SILÊNCIO... 

 


 TRABALHO!

...

 

O ADMIRÁVEL MUNDO VELHO-1917 Lisboa, do qual viemos.Beleza e elegância no tempo cinzento. 
 

 


 

Lisboa, ano de 1917.
Junto ao Café Suíço, então existente no largo onde se encontra a Estação do Rossio; senhoras colaboram na venda da flor.
Tratou-se de uma iniciativa, da escritora e socialite, Genoveva de Lima Mayer Ulrich (1886-1963), a favor das vítimas da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
-Foto Joshua Benoliel, in AML

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Ri-di-cu-la-mente GENIAIS


OS ALUNOS E OS PROFESSORES




Hamelt: Vês aquela nuvem?  Parece quase um camelo.



Polónio: Por DEUS que sim, senhor; parece realmente.




Hamlet: Está-me a parecer mais uma doninha

Polónio: O lombo é mesmo de doninha.

Hamlet: Não será antes uma baleia?

Polónio: parece-se mesmo com uma baleia.






...................



FANTASIA e INVENÇÃO 12ºavis




 REPRESENTAÇÃO do espaço real- Sistemas rigorosos – perspectivas espacial e axonométrica-ilustração-interiores-figura humana-estruturas e detalhes-opaco e translucido-sequências e trípticos-esboços-desconstrução e metamorfose - experimentação de novos materiais, utensílios e técnicas-intervenção de rua-construção de identidades, Fábrica da Criatividade-FELICIDADE e EXIGÊNCIA>>>.


EVOLUÇÃO



"AS MINHAS BOTAS VELHAS" TRANSPARÊNCIAS NA MINHA MEMÓRIA. (representação -cor- transparência - metamorfose)

 
DESAFIO-5 (quinto)



Havia ainda Delacroix ou Van Gogh. “Aquele sacana do Delacroix era mesmo bom…”. “É magnífica a invenção de novos temas. O Van Gogh: pintou batatas, aquelas coisas sem formas. Ou um par de sapatos velhos. A frase de Picasso tornou-se um "MONUMENTO" na história de ARTE CONTEMPORÂNEA. É tão simbólica como contraditória. Contraditória porque Picasso foi tudo menos ingénuo e de humildade nada tinha. As mulheres que com ele conviveram apelidaram-no de monstro. No cerne de toda esta questão ( contradição), Picasso "vomitou" este desabafo. Van Gogh passou-lhe uma rasteira ao pintar as suas velhas botas.O Cubista que sempre soube ser sacana e oportunista, engoliu em seco, porque o Holandês tinha sido genial ao utilizar como modelo as destroçadas botas de uma vida de angústia e desilusão. Sobre o quadro, disse Pablo Picasso, que denotava o génio de Van Gogh, que foi capaz de criar uma obra notável a partir de calçado velho. Rendeu-se para sempre Picasso a uma simples ideia de pintar o que se tem à mão . Começou aos onze anos a pintar as POMBAS que o seu pai professor de DESENHO, tinha no seu quintal. “Ele precisava de sangue para assinar cada uma de suas pinturas: o sangue do meu pai, do meu irmão, da minha mãe, da minha avó e do meu. Ele precisava do sangue daqueles que o amavam. Marina Picasso/neta



































André Pequito 2015



Panejamentos “TRAMADOS
módulo-padrão e rede modular/trama e cor”(Desafio2)








O CONCEITO DE MOVIMENTO ESTÁ DIRECTAMENTE RELACIONADO COM A REPETIÇÃO DE UMA OU MAIS FORMAS. UMA LINHA OBLÍQUA REPRESENTA MOVIMENTO. UM TRAÇO OU RISCO ONDULADO > RAIVOSO >ESPIRALADO SÃO REVELADORES DA REPRESENTAÇÃO DO MOVIMENTO APARENTE. ROUPAS COM PADRÕES (DOBRADAS OU DESORDENADAS) SÃO IMAGENS DE MOVIMENTO. UM PADRÃO > SOMA DE VÁRIOS MÓDULOS REGULARES OU IRREGULARES É DESDE O INÍCIO DOS TEMPOS A MELHOR CONCRETIZAÇÃO DO MOVIMENTO. PODERÁ SER VISTO NOS REVESTIMENTOS DOS EDIFÍCIOS ISLÂMICOS-MOSAICOS (A ARTE DESTES POVOS TINHA COMO EXIGÊNCIA A RECUSA DA REPRESENTAÇÃO DA FIGURA HUMANA ). OS TECIDOS AFRICANOS OUTRO DOS BONS EXEMPLOS DE TEXTURAS GRÁFICAS PADRONIZADAS.


 i L u S t R a (R) 




Comemos alguns queijos e ficámos dentro do antro, sentados, à espera que alguém chegasse. Finalmente, o monstro chegou. Era alto, temível e tinha só um olho no meio da testa. Causava repugnância a quem o visse. Era um gigante monstruoso e não se assemelhava sequer a um ser humano: era tão peludo e desgrenhado que parecia antes o cume cheio de arvoredos de uma alta montanha. Trazia nos braços um peso descomunal de lenha seca, que atirou ao chão. Toda a caverna ecoou com o estrondo. Aterrorizados, juntámo-nos depressa no recesso do antro.



Frederico Lourenço, A Odisseia de Homero adaptada para jovens, 4.ª edição, Lisboa, Livros Cotovia, pp. 136-137








 A IMPERATRIZ COM RITMO -Linha de Contorno
(desafio 3) 
fusão...ritmo crescente e decrescente






Motivos para inspirar

Alexandre Farto aka Vhils e da dupla espanhola PichiAvo-Armazém automático do Super Bock Group

A linha de contorno tornou-se inseparável da ARTE (pintura) desde as cavernas até aos tempos modernos. Foi adormecida no Renascimento-Maneirismo e Barroco. Ressuscitou com toda a pujança na arte Contemporânea. Fauvismo, Cubismo e com mais força no expressionismo, ela renasceu e impôs-se até aos dias de hoje em todas as áreas das ARTES PLÁSTICAS. KLEE teve o feliz desabafo sobre a linha de contorno> "DESENHAR é LEVAR uma LINHA a PASSEAR." A IMPERATRIZ TORNOU-SE NO SÉCULO XX E XXI RAINHA E SENHORA SEMPRE ALIADA AO GESTO, CONSTRÓI O RIGOR FIGURATIVO.  PREENCHE ESPAÇOS NA OBRA DE Dubufett . KLiMT AMOR. Klee QUASE ABSTRACCIONISMO. Haring FEZ DELA GRACIOSIDADE- Basquiat VIOLÊNCIA E DOR. Alexsandro Palombo INTERVENÇÃO E REVOLUÇÃO. É sobre a (imperatriz) LINHA de CONTORNO e RITMO o nosso 3º desafio.

 Dedafio4-"ao mólho!)
Figuração-HUMANA.
(eixos-direcções e estrutura)





Tintas-pincéis e cana. Eixos-Direcções Para fazermos uma representação de um objecto, uma figura humana, ou uma paisagem, devemos ter em conta a leitura atenta da imagem que nos propomos transferir para o suporte (folha de papel-tela-mural). As linhas estruturais (implícitas) são importantíssimas> MEDIANAS e DIAGONAIS.





ABSURDAMENTE RIDÍCULOS




Rendam-se!!!
somos (MESMO) umas pestes de GENTALHA RIDÍCULA e (K)RIATIVA. 

Perigososssss!

HAMLET: Pode-se pescar com um verme que haja comido de um rei, e comer o peixe que se alimentou desse verme. O REI: Que queres dizer com isso? HAMLET: Nada; apenas mostrar-vos como um rei pode fazer um passeio pelos intestinos de um mendigo. William Shakespeare 


«O villain, villain, smiling, damned villain! My tables! — Meet it is I set it down That one may smile, and smile, and be a villain. At least I’m sure it may be so in Denmark»


Passando do tópico da foto, a sua liberdade é muito importante, por isso deve retirar a liberdade dos outros para fazer com que a sua seja mais valiosa, desse modo conseguirá ganhar poder político, para se salvar quando a economia morrer. Os seres humanos podem ter sobrevivido à idade do gelo, ninguém irá conseguir escapar depois de eu ter destruído a economia.
 Estou lhe a dar este aviso para se tentar salvar, só que é inevitável todos iram dobrar o joelho perante o chaos.

 Desejo-lhe um bom fim-de.semana, por mais que seja quarta.









Carolina Azeitona10:44
O que seria o mundo sem Sugus? Eu não sobrevivia de certeza. Aqueles aromas doces que me deixam calma, para mim é tipo uma droga. Ai os roxos são os melhores, até parece que o mundo pára enquanto o como muito lentamente. Quando acabam ando sempre a ver de promoções deles mas raramente acabam porque estou sempre a comprar. O que seria de mim sem eles...






Inês reino-Não percebo como seria possível viver sem ventoinhas, morríamos todos no inferno certamente rodeados de um calor abusivo criado pelas alterações climáticas. Quantas rotações por minuto têm uma ventoinha? Não faço ideia nem me apetece saber só sei que é uma maravilha! Deviam grátis. Há limites para tudo mas Verão tem de parar de ser tão sufocante.







Por vezes ponho me a pensar que os seres humanos complicam demasiado a vida e a sua existência sendo q esta é das mais simples possíveis Será que pensamos que a liberdade é só nossa e não cabe também aos nossos animais (não só domésticos) de a terem? Também estou farta de ver vídeos de pessoas a interagirem DOMESTICAMENTE com animais SELVAGENS tais como tigres e afins sendo que estes são suposto ser livres e não presos a algo que lhes roube a liberdade e identidade. Há coisas que me fazem mesmo muita confusão E o que seria de nós sem estas confusões todas? Por vezes é preciso tê-las para aprender Também ja estou um pouco farta de cada vez que a minha avo abre a porcaria da janela e eu digo lhe vezes sem conta para não a abrir que vêm de la moscas e ela nunca me da ouvidos ou de deixar a porta do meu quarto mal fechada e não me ouvir quando lhe peço para ela a fechar bem! Enfim tudo isto para mim é uma lição de vida E nem me ponham a falar de quando estou de fones e começam a falar para mim normalmente...mas isso faz-se?! Enfim era suposto ser um não porém penso que achem q sim De qualquer das maneiras também só quero acrescentar que um mundo sem musica não era um mundo em que pudesse ou conseguisse viver de tantas vezes q eu a uso como refugio dos meus pensamentos e tais.







Há três dias que ando a comer do mesmo saco de M&Ms, e sinto que nunca mais acabam. Tiro um verde, um azul, um vermelho, depois um verde outra vez, e as cores repetem-se depois de alcançar o saco amarelo, mas nunca na mesma ordem. Eu não sei quantos M&Ms existem no saco, mas são 10 horas da manhã e como toda a gente sabe, é hora de dormir até à uma da tarde, então não tenho nem o discernimento de procurar no bem dito saco por um número concreto que me explique a quantidade de exemplares presentes. Ocasionalmente, um deles vem com um tumor, um irmão siamês, e eu sempre olho para estes exemplares com enorme surpresa, como se fosse a próxima maravilha mundial, antes de o comer e contemplar novamente que secalhar isto vai-me dar dor de barriga mais tarde. Oh, um amarelo!



Maria Ramalho09:43
Gostava de saber o que aconteceria caso parassem de desaparecer meias. Será que o mundo acaba? Será que se estão a transformar nos quatro cavaleiros do Apocalipse?? Será que há meias detective à procura das meias desaparecidas? Não sei mas provavelmente estão na pança do buraco negro que é a minha máquina de lavar roupa. E se elas estiverem com esquemas… Rezem a todos os deuses que conheçam, à ciência, a tudo e qualquer coisa que vocês tenham o mínimo de desconfiança que controla o nosso universo pois elas não nos irão poupar. Sejam fortes e boa sorte.




Joana Marques11:01
Animais, como seria a nossa vida sem eles, uns peludos outros sem pelo. Todos carinhosos e sem maldade, indispensáveis na sociedade. Os de estimação acordam sempre junto a nós e não nos deixam por nada, são uns bichos cheios de amor para dar.


...




 

Tenho a honra de lhe entregar esta foto nojenta, faça o que quiser com isso. Pode ignorá-la, imprimi la e queima- la, ou vender na internet a minha identidade. Estou a dar lhe a liberdade de fazer o que quiser.

João Diogo09:44
˙soɐɥɔ o ǝʇuɐɹǝd oɥlǝoɾ o ɹɐɹqop ɯɐɹı sopoʇ lǝʌɐ̗ʇıʌǝuı ǝ̗ ǝnb o̗s 'ɹɐʌlɐs ɹɐʇuǝʇ ǝs ɐɹɐd osıʌɐ ǝʇsǝ ɹɐp ɐ ǝɥl noʇsƎ ˙ɐıɯouoɔǝ ɐ opínɹʇsǝp ɹǝʇ nǝ ǝp sıodǝp ɹɐdɐɔsǝ ɹınɓǝsuoɔ ɐ̗ɹı ɯǝ̗nɓuıu 'olǝɓ op ǝpɐpı ɐ̖ opıʌıʌǝɹqos ɹǝʇ ɯǝpod souɐɯnɥ sǝɹǝs sO ˙ɹǝɹɹoɯ ɐıɯouoɔǝ ɐ opuɐnb ɹɐʌlɐs ǝs ɐɹɐd 'oɔıʇílod ɹǝpod ɹɐɥuɐɓ ɐ̗ɹınɓǝsuoɔ opoɯ ǝssǝp 'ɐsoılɐʌ sıɐɯ ɐɾǝs ɐns ɐ ǝnb ɯoɔ ɹǝzɐɟ ɐɹɐd soɹʇno sop ǝpɐpɹǝqıl ɐ ɹɐɹıʇǝɹ ǝʌǝp ossı ɹod 'ǝʇuɐʇɹodɯı oʇınɯ ǝ̗ ǝpɐpɹǝqıl ɐns ɐ 'oʇoɟ ɐp oɔıdo̗ʇ op opuɐssɐԀ ˙ɹǝsınb ǝnb o ɹǝzɐɟ ǝp ǝpɐpɹǝqıl ɐ ǝɥl ɹɐp ɐ noʇsƎ ˙ǝpɐpıʇuǝpı ɐɥuıɯ ɐ ʇǝuɹǝʇuı ɐu ɹǝpuǝʌ no 'ɐl ɐ̗ɯıǝnb ǝ ɐl ıɯıɹdɯı 'ɐl-ɐ̗ɹouɓı ǝpoԀ ˙ossı ɯoɔ ɹǝsınb ǝnb o ɐçɐɟ 'ɐʇuǝɾou oʇoɟ ɐʇsǝ ɹɐɓǝɹʇuǝ ǝɥl ǝp ɐɹuoɥ ɐ oɥuǝ ˥ ǝɥʇ ǝʞɐʇ



 



Inês Rodrigues10:04

E se a minha vida fosse livre? O que aconteceria se a minha vida fosse livre de tudo e de todos, da minha família, de mim e até dos meus pensamentos, livre para fazer o que quisesse sem consequências dos seus atos ou a falta deles. Mas e o que seria de mim se ela fosse livre, quem seria eu? Um Zé ninguém, sem emoções e sem vontade de existir e lutar pelo aquilo que quero. Então se calhar sou eu que preciso da vida e não ela de mim, porque sem ela não há razões para viver. Por isso, peço desculpa por roubar à minha vida toda a sua liberdade, mas preciso dela para poder ter a minha.











Donuts... Estou deitada com preguiça de me levantar para ir buscar ao frigorífico os meus donuts favoritos. Os donuts castanhos do pingo doce, que claramente são melhores que todos os outros, os rosas, os simples, e ninguém pode dizer o contrário, ou até podem, mas não importa, pois os donuts "castanhos" de chocolate e com pepitas de chocolate sabem que ninguém rouba o lugar deles. Ontem quando a minha mãe me disse que não os havia quase me deu uma coisinha má... Mas no finalzinho acabou por achar uns no cantinho, felicidade pura. Donuts castanhos obrigada por existirem e por me terem ajudado na fotografia ridícula 🍩🍩



Miguel Silva10:18
Estou farto desta mosca que me está a chatear, não importa as vezes que eu a tento acertar, ela não desaparece. Sinto vontade de ir buscar um pano molhado para finalmente acabar com o meu sofrimento, mas fico triste por pensar que vou matar um ser vivo. Não faz mal, ela é chata. Finalmente acerto nela e mato-a, mas atiro o seu corpo esmagado ao lixo ou dou à minha aranha simpática para ter uma bela refeição? No fim do dia não importa porque a aranha consegue caçar sozinha. Finalmente sento-me e relaxo por não ter uma bolinha com asas a voar à minha volta.








RIDICULARIUS KID PINGUIS PINGUIS PINGUIS adipem puer KID GO BUTIO BUTIO HHAHA RANCENS magnus PRAEMIUM BUTIO BUTIO adipem puer, hahah! Fat Kid Bomm biggg BUTIO! Rideo autem, sed HAHAHHAHJAHAHAHAHAHAHAHA poopy poopy ADIPS! RANCIDUS PINGUIS PINGUIS PINGUIS AHHAHA Big Fat Kid KID SLUUURRPP HUUNGYR B Ooty!





AUDAZES 
(considerações finais) 



Vittor Capaccio
Saint Peter martyr.1505

     
Quando tudo parecia estar preparado para o o caos e o encostar às "BOXES" em tempo de crise existencial,a "máquina" decidiu oferecer-vos  (com antecipação), os presentinhos de natal  - etiqueta pendurada:

 

« Vaisss indo que isto não é tempo para preocupações». Nem cansaço intelectual-estamos em balanço.


Fizeram estragos, este  grupo de irredutíveis e AUDAZES (GAULESES?) , não(!!) LUSITANOS .
Recusando os presentes e a acomodação= a facilitismo e malandrice (os chico-espertos safam-se à grande e à PORTUGUESA).
É verdade (!), estamos na nossa "GUERRA MUNDIAL %III", e ainda no início.
Peter Sue  Hill
«Destrói espíritos antes de dilacerar os corpos.»
 
Mas, também é verdade que nas grandes tragédias humanas do passado, existiram sempre bravos inconformados saídos da multidão. É momento de luta e auto-conhecimento. Foi desta forma que responderam ao meu DESENCANTO.

 
- Com COMPETÊNCIA(!), (...)


Transformaram este período (com pouco mais de 2 meses), num exemplo. Valeu pelos seis anteriores, onde se aaaaarrastaram  na 23A, confusos esforçando-se para se encaixarem na nova realidade.
 Trabalharam,,, mas, sem garra nem auto-exigência.

A escola é isto, serve (tb) para nos preparar para os grandes confrontos  na vida,,,e o que daqui sai chama-se aprendizagem e tijolos para a maturidade.
Encontra-se (...a escola) rodeada pelos destroços das nossas dúvidas e limitações. Existe um caminho e só este nesta aprendizagem da construção e invenção do OBJECTO-ARTE. 


Experimentação, organizAção,conhecimento, domínio dos materiais e utensílios. e empenho,,,estar sempre ligado. 



Posteriormente aprenderem a descodificar as imagens e as formas que nos rodeiam- decifraram este mundo vestindo-lhe novas roupagens.Tudo isto demora infindáveis dias, semanas, meses e para muitos uma vida.



A insatisfação é a grande virtude dos exigentes e talentosos. Uma dor que nunca se afasta de quem se apaixonou por esta área.


Nos momentos complicados. Este que estamos vivendo.Anormal e  difícil de resolução ,,,  sem fim à vista.O empenho e  o confronto com novas realidades , são as armas certas para continuar em frente.





Entendimento dos processos básicos da linguagem da representação na ARTE. 
Todos o conseguiram neste breve período, rotulado de :

«-Vamos indo kavida na tá pra grandes preocupações, já nos basta o “#BICHO" ».


Não quero "partir" sem me referir a 2 (imagens)nomes-INÊS Rodrigues e Gonçalo, são o exemplo perfeito do que pretendo dos grupos,que me entram na sala  neste meu projecto de uma vida. Gonçalo a jogar por fora, sem a importância dos números, médias e "cifrões". Demonstrou uma evolução fantástica na resolução dos desafios. Rodrigues, fartou-se de ser relegada para o grupo das notas -suficientes- e criou os seus próprios objectivos. 

“Mostrar-se” ao professor com
aplicação e exigência. 

Terminámos desta forma uma curta viagem com alguns desaires e por fim em desespero estes 6 desafios. Estamos conscientes da honestidade dos nossos gestos. Horas, muitas horas a "dar ao dedo" porque é assim que deve ser, SEMPRE!
Não há outra forma de recusar e lutar contra o facilitismo e  as banalidades que os grandes senhores, os mandantes dos destinos de todos nós OFERECEM como cenoura para BURRO. 

Amansam e manipulam o grande rebanho que destrói  o seu próprio HABITAT.

E o futuro da humanidade.

 
Qualidade!
Esforço
Evolução!




Nunca deixeis que  sejam os outros a organizarem o vosso "armazém". 
Decidam o que que querem da vida. Tenham ideias, criem objectivos e sejam tenazes na concretização destes.Hoje que estão de partida para uma incógnita que, é sempre a vida para lá do colo da "MAMÃ".



Abraço e sorte no futuro.

.....

POING! 


.......

.. 11ºAVIS
SÍNTESE-À MINHA MANEIRA

SEVEN 7
...
UMA SALA-uMA PORTA ABERTA PARA O INFINITO-UMA JANELA PARA O LABIRINTO

Set-019
 
INTRODUÇÃO
RETORNO ÀS ORIGENS

…NESTA CURTA INTRODUÇÃO DE BOAS-VINDAS RECORDAREI COM GRATIDÃO AS PALAVRAS DE TODOS NA REFLEXÃO FINAL DO TRANSACTO ANO. PALAVRAS GENEROSAS QUE ME OBRIGAM A DAR AINDA MAIS DE MIM NESTE ANO LECTIVO.
TRANSCREVO JUNTAMENTE COM AS DE HENRY MILLER DOIS DESSES “PENSAMENTOS” DEIXADOS POR 2 ALUNOS, SÃO O ESPELHO DO AMOR QUE SE DEVERÁ TER POR DESAFIOS E PELA ESCOLA EM GERAL. SÃO CONHECIDAS POR TODOS DO ARTIGO FINAL DO ANO. MAS, SERÃO A MOLA IMPULSIONADORA DO PROJECTO HABITAT # 20 (Set.2019)



ARTISTA ESSE DUPLAMENTE “SER”
Lado a lado com a espécie humana corra outra raça de seres, os inumanos, a raça dos artistas que, incitados por desconhecidos impulsos, tomam a massa sem vida da humanidade e, pela febre e pelo fermento com que a impregnam, transformam a massa húmida em pão, e o pão em vinho, e o vinho em canção. Do composto morto e da escória inerte criam uma canção que contagia. Vejo esta outra raça de indivíduos esquadrinhando o universo, virando tudo de cabeça para baixo, os pés sempre se movendo em sangue e lágrimas, as mãos sempre vazias, sempre se estendendo na tentativa de agarrar o além, o deus inatingível: matando tudo ao seu alcance que lhe rói as entranhas (...) Um homem que pertence a essa raça precisa ficar em pé no lugar alto, com palavras desconexas na boca, e arrancar as próprias entranhas. É certo e justo, porque ele precisa! E tudo quanto fique aquém dessa aterrorizador espectáculo, tudo quanto seja menos sobressaltante, menos tetrificante, menos louco, menos delirante, menos contagiante, não é arte. O resto é falsificação. O resto é humano. O resto pertence à vida e à ausência de vida.

Henry Miller

Foi

desta forma que dei início a mais um ano lectivo com a planificação direccionado a assuntos de sobrevivência dos ecossistemas e da própria humanidade.  O passar dos meses trouxeram-nos acontecimentos que mudaram as nossas vidas. 
Numa assumida continuação do anterior, só poderia ser ainda melhor. A turma do 12ºAvis, tinha batido recordes no exame final depois da excelente prestação nos dois anos que frequentaram 23 A.
O 11ºseria a minha turma construída do zero, numa viagem de descoberta até ao 12ºano.
Faltava só o pequeno impulso da renovação do espaço. O tema, a planificação geral e o dia da apresentação estavam estruturados. A sala campo de todas as batalhas e das aprendizagens.foi a grande construção de 020.

Empenho  na limpeza na nova disposição dos objectos de apoio e a ficção fotos-retratos do homem Contemporâneo. Como uma maldição, uma profecia com meses de antecedência ...mas já esperada esta tragédia. Estávamos a passar das marcas na destruição das reservas do planeta e o envenenamento do oxigénio que respiramos. O dominador dos mundos tornou-se a realidade dos nossos dias.

Acordámos todos para uma nova forma de estar na vida. no convívio com os semelhantes e com o meio envolvente.


Fábrica da Criatividade
O DONO dos MUNDOS
Set.2019
Foto>KRIATIVO TIAGVSART

.
O descalabro foi total a partir do início do segundo período. Várias estratégias foram implementadas para  trazer de volta a motivação, o respeito e o trabalho. Nada surtiu efeito.
Quase na totalidade, os alunos da turma, esqueceram a grande viagem que tinham realizado até aí , desaceleraram e perderam a noção dos objectivos a atingir.
Como um rio o pensamento e as decisões deste. Seria necessário concluir o ano lectivo e cumprir todas as áreas planificadas. 
Assim aconteceu...


...

11ºAVIS- Elementos estruturais- A linha de contorno como construtora de imagens e de volume (trama)- Novas linguagens-movimento e ritmo-cor-Nivelamento e acentuação.
Reinterpretação da ARTE-OUTROS.
Fusão e desconstrução. 
Construção-INVENÇÃO de formas tridimensionais (...os pássaros no bordado de Castelo Branco)METAMORFOSE.



 Caro professor Envio por este meio as fotografias correspondentes ao trabalho "Fusão Seven 6 Invenção (K)riatividade e Autonomia" para a devida avaliação. Para este trabalho utilizei os diversos materiais e técnicas estudadas ao longo do ano lectivo, desde as canetas e lápis aquareláveis, canetas de bico fino, tinta da china e lápis de grafite. Sendo um trabalho autónomo e criativo cujo objectivo comum consistia na fusão da Mona Lisa de Basquiat com os padrões de Klimt, optei por dar corpo e asas à Mona Lisa que se encontra a concretizar o nosso sonho comum de quarentena, uma fuga para uma praia paradisíaca onde a única máscara permitida sejam as asas e a coroa de frutas de uma celebração carnavalesca . Compreendo que entrego o trabalho fora do prazo estipulado e por isso serei penalizada, e justifico este atraso pois encontro-me com problemas de Internet. Espero que esteja bem entre os seus Abraço Drinie/19.06-21.56 h


(...gosto da delicadeza e o respeito com que esta jovem aluna trata os assuntos e o seu PROFESSOR)...e como entendeu a importância dos símbolos na REPRESENTAÇÃO.











Maria Candeias
sábado, 18/04, 19:02










https://mail.google.com/mail/u/2/images/cleardot.gif
Professor, não percebi o que queria dizer com as cores dos padrões, as cores originais das pinturas? 


VAMOS LÁ A VER SE TE CONSIGO EXPLICAR MELHOR- AO FALAR DE FUSÃO>>> DUAS OBRAS DOIS ESTILOS DIFERENTES, DUAS PERSONALIDADES E TEMPOS DIFERENTES.
FAZER UMA FUSÃO DE DUAS OBRAS É TORNÁ-LAS NUMA SÓ.
. Mistura ou conjugação de duas ou mais coisas.
 Transformação de duas ou mais coisas numa só. = ALIANÇA, ASSOCIAÇÃO (DIZ O DICIONÁRIO)

COMO SE PODE FAZER ESTA ASSOCIAÇÃO:
DE MUITAS FORMAS, POR EXEMPLO EM FRAGMENTOS CONSTRUINDO UMA REDE MODULAR REGULAR OU IRREGULAR.
DE UMA FORMA MAIS CLÁSSICA, JUNTANDO NUMA COMPOSIÇÃO COM UMA DETERMINADA INTENCIONALIDADE AS DUAS OBRAS DE ARTE, TRANSFORMANDO-AS FORMALMENTE COMO PICASSO FEZ COM AS MENINAS DE VELASQUEZ. NUM DETERMINADO AMBIENTE MAIS REALISTA.

PORQUE ESCOLHI BASQUIAT E KLIMT(????)
BASQUIAT PELA GENIALIDADE DO SEU TRAÇO E MANCHA  EM ACENTUAÇÃO, POIS ESTAMOS A TENTAR ENTENDER O QUE É ESTA SIMPLIFICAÇÃO POR ACENTUAÇÃO.O GESTUALISMO DAS SUAS OBRAS(MOVIMENTO)


KLIMT PELA RIQUEZA DA COR E DOS PADRÕES DAS SUAS OBRAS...ACONSELHO  QUE VEJAM OUTRAS OBRAS DE G KLIMT-PRIMEIRO ELE FOI UM GRANDE RETRATISTA, DEPOIS REVOLUCIONOU A ARTE COM O CORPO DA MULHER ENVOLVIDO EM TECIDOS COM PADRÕES. TAMBÉM AQUI TIVE UMA INTENÇÃO QUE QUERO QUE NÃO ESQUEÇAM>> ALÉM DE ESTAR NA  PROGRAMAÇÃO ASSOCIADO AO MOVIMENTO>>( MÓDULO-PADRÃO E REDE MODULAR)...ESTES( NÃO) SÃO TRABALHOS PARA CRIANÇAS COMO ALGUÉM REFERIU NUMA AULA... E TEMOS  A PROVA QUE O PADRÃO PODERÁ SER UTILIZADO DE UMA FORMA ARTÍSTICA COM KLIMT.VASARELY ETC.







OUTRO PORMENOR IMPORTANTE-A COR- A RIQUEZA DA COR NA OBRA DE KLIMT, ESSA RIQUEZA NÃO PODE SER DESCURADA NA VOSSA COMPOSIÇÃO

CONCLUSÃO!!
ESTE TRABALHO É A SÍNTESE DE TODA A PROGRAMAÇÃO DESTE ANO, E ALIADO A ISTO A VOSSA LIBERDADE DE CONSTRUÍREM UMA (pseudo)OBRA DE ARTE.

























A ARTE NA COGITAÇÃO DO ENLAÇE DO LIXO
COM O BORDADO DE CASTELO BRANCO
No seguimento do “design de interiores “da SALA 23A que vos deu as boas vindas no início
deste ano letivo e das preocupações e inquietações sobre a problemática do lixo que todos nós
fabricamos iremos dar início a um novo trabalho onde iremos “casar” o lixo com o nobre
bordado de castelo branco, património da nossa cidade.


PERCURSOS
da MADALENA.








Memória descritiva
Esta memória descritiva é sobre o trabalho realizado por mim Madalena Gonçalves, aluna da turma 11ºAVIS da Escola Secundária Amato Lusitano, que foi pedido pela professora de desenho Ana Rocha e ao qual dei o nome de “Freedom”.
O trabalho teve várias fases tendo a primeira sido pedida no dia 4 de maio de 2020 e o trabalho final entregue no passado dia 19 de junho de 2020, e senti mais dificuldade em ter tempo para fazer o que foi pedido nas várias fases. O trabalho final tem como dimensões 85cmx60cm, muito próximas da dimensão A1, e o suporte é um material plástico reforçado com 3mm de espessura.
Na realização do trabalho final utilizei os seguintes materiais e técnicas:
Papel de jornal – no fundo (com a técnica da colagem e descolagem com cola branca) e para dar volume ao corpo do pássaro maior e aos troncos (enrolei o papel e colei os vários bocados com fita de papel para fazer a forma que queria); Papelão – nos troncos, no corpo e nas asas do pássaro para fortalecer a base (foi no papelão que colei os vários materiais que deram volume a cada um destes elementos), e para fazer os pássaros pequenos (que colei com cola branca ao suporte já revestido com papel de jornal); Papel higiénico – na parte das asas que está a verde (enrolei várias folhas e colei-as ao papelão das asas com cola quente) e para dar volume às patas do pássaro maior (enrolei alguns bocados e colei-os com fita de papel que, posteriormente, pintei de laranja); Madeira – nos troncos do trabalho (colei-os ao jornal com cola quente); Carica – no olho do pássaro maior (furei a carica e colei, com cola quente, a cabeça de um roquete partido); Fio de seda – no bico do pássaro maior (enrolei o fio à volta do bico e fui colando com cola branca para ficar melhor afixado); Tecido – na cabeça, no corpo e nas asas do pássaro maior (colei o tecido na cabeça e no corpo com cola quente e nas asas com cola branca para fazer as penas); Embalagens PET – no corpo do pássaro (cortei bocados de garrafas de água para fazer as penas e colei-as com cola quente ao tecido que estava a revestir o corpo do pássaro); Embalagens Tetra Pack – nas correntes (cortei argolas em pacotes de leite e colei-as umas às outras com fita dupla face e ás asas no pássaro com cola quente); Rolos de papel higiénico – por baixo do pássaro maior (cortei vários rolos com uma certa medida e colei-os às asas e ao corpo do pássaro e também ao suporte para dar a ideia de que o pássaro estava mais próximo de quem olha para o trabalho; Tinta acrílica – para pintar as patas, o corpo, as asas e a parte preta do olho do pássaro maior e o fundo; Corretor de caneta – para pintar a parte branca do olho do pássaro maior; Lápis de cor – para pintar o pássaro pequeno que está mais em baixo; Caneta de ponta fina preta – para fazer as texturas visuais do pássaro pequeno que está no meio; Canetas aguareláveis – para pintar o pássaro pequeno que está mais acima;
Com este trabalho, pretendo mostrar que o lixo pode ser utilizado para fazer este tipo de trabalhos, em vez de causar cada vez mais mortes de aves, tirando-lhes a liberdade (“Freedom”) e, por isso, quis passar a ideia que o pássaro se está a libertar para também voar livremente, tal como as outras 3 aves que aparecem no trabalho.

MADALENA


MEMÓRIA DESCRITIVA

A ARTE NA COGITAÇÃO DO ENLACE DO LIXO COM O BORDADO DE CASTELO BRANCO

No âmbito da disciplina de Desenho A, foi pedido um trabalho que abordava dois temas distintos, o bordado de Castelo Branco e o lixo. O trabalho foi realizado por mim, Jéssica Martins, entre dia 1 e 20 de junho.
Numa primeira fase do trabalho, realizei o registo gráfico, ao qual atribui o título “desespero”. Onde, trabalhei a metamorfose baseada na transformação de um pavão num dragão. 
Na segunda fase, comecei por juntar “lixo” e escolher o suporte.
Numa placa de madeira, de 120cm por 90 cm, estruturei todo o meu trabalho com o lixo recolhido. Para a construção da estrutura do corpo do pássaro/dragão, amachuquei papel de jornal e coloquei-o dentro de meias de vidro, depois fixei uma à outras com fita adesiva. De seguida, recortei nas latas de sumo, penas/escamas e colei-as á base, recorrendo a cola quente.
Para construção das patas do dragão utilizei luvas descartáveis preenchidas com tecidos velhos. Para obter uma base mais resistente e uniforme, apliquei por cima, papel higiénico com cola branca. Depois de secas foram pintadas, através da técnica do esponjado, com tinta acrílica, de cor castanha e algumas texturas visuais.
 A cabeça foi ganhando forma através do cartão, de garrafas de plástico e latas. Nesta, apliquei gesso para obter mais destaque e detalhe da mesma, colocando-a em 3D. Para finalizar, apliquei os cornos, feitos de esferovite, forrados com cola branca e papel de cozinha. Para dar cor, utilizei spray verde, cinzento e dourado. Para simular a língua do dragão, coloquei um tecido de cor vermelha. Os dentes laterais e de frente foram feitos com CDs e os quatro maiores moldados a papel alumínio, que pintei com tinta acrílica branco sujo. No olho apliquei uma pedra/berlinde.
Para a cauda do pássaro, como base, cortei em cartão o formato desta, e apliquei por cima CDs. Para dar a sensação de penas recortei, em garrafas pet, várias formas e tamanhos de penas e aqueci-as através da chama do fogão, para obter a dimensão 3D e algum realismo. Para dar cor, coloquei pedras com um formato de cubo de cor vermelha.
Para as assas, utilizei o cartão e pedaços de balsa. Na membrana superior da asa apliquei, como fora pedido, uma das técnicas utilizadas anteriormente, texturas visuais.





JÉSSICA





SINCRONIZADA!






...


fama testimonium

EPÍLOGO




Quixotescos da PEDAGOGIA

DIAS NÃO!

...AULAS ASSÍNCRONAS DE UMA PROFESSORA EM PORTUGAL.

Criado a 24/06
Caros alunos, consultem o vosso mail com urgência!

Criado a 25/06

Caros alunos, consultem o vosso mail!
Criado a 26/06
Mais uma vez apelo para que consultem o vosso mail oficial. Hoje até enviei a mesma mensagem para os vossos mails antigos. Por favor, respondam



Criado a 26/06
Caros alunos, apelo ao vosso bom senso! Já vos enviei mais dois mails e mais uma mensagem privada. Façam o favor de me responder!



TEMPOS MUITO DIFÍCEIS PARA OS JOVENS ALUNOS, MAS TAMBÉM PARA OS Professores que teimam na excelência e no zelo pelo cumprimento dos deveres. 
sem afectos-amor, AUTORIDADE... NÃO É POSSÍVEL ACONTECER APRENDIZAGEM.
A NOVA ESCOLA SERÁ UMA MERA INSTITUIÇÃO SEM FUTURO.
...






QUE O FUTURO  TRAGA vontades e, sorrisos.

ESCOLA!!!